Clímax, de Chuck Palahniuk

Patricia

Patricia

Doida por tecnologia e viciada em Hi-Chew.
Faz toda parte de design, layout e programação.
E no final do dia, repõem o estoque da geladeirinha.
Patricia

Últimos posts por Patricia (exibir todos)

Chegou ao Brasil o novo livro de Chuck Palahniuk (o mesmo autor de Clube da Luta), Clímax. A trama envolve a interiorana Penny Harrigan, uma jovem advogada que trabalha num importante escritório de advocacia de Manhattan e cuja vida amorosa anda um tanto parada, e C. Linus Maxwell, um bilionário famoso por seus casos com mulheres lindas, e claro, o que acontece quando ele conhece a mocinha e a chama para jantar. Um pequeno detalhe é que C. Linus Maxwell (olha só o nome o personagem!) deseja fabricar os melhores brinquedos sexuais para mulheres…

Clímax, de Chuck Palahniuk

Se a trama parece um pouco familiar a outro livro que foi sucesso de vendas, talvez não seja um mero acaso, pois o livro parece ser, entre outras coisas, uma bela provocada ao “50 Tons de Cinza”. Mas não se engane, estamos falando de Palahniuk e se este é o primeiro livro que você vai ler dele, se prepare, pois esta recheado de sexo e tabus que podem deixar algumas pessoas apertando suas pérolas, horrorizadas. Quem conhece o autor de outros livros sabe que ele adora “empurrar o envelope” para ver até onde pode chegar, e com certeza o fez nesta obra também.

Eu não acho que este livro esteja entre os melhores que ele escreveu, mas nem por isso é um livro ruim: rendeu boas surpresas e risadas, e adorei a crítica nada velada a sociedade de consumo em que vivemos, a superficialidade da moda e da fama por nada, além de tocar no tópico da misoginia, que tantas vezes passa desapercebida. Foi uma leitura rápida de final de semana e recomendo para quem quiser ler um livro um pouco “diferente”.

Sobre Patricia

Doida por tecnologia e viciada em Hi-Chew. Faz toda parte de design, layout e programação. E no final do dia, repõem o estoque da geladeirinha.