The Witch Elm, de Tana French

The Witch Elm, o mais recente livro da autora irlandesa Tana French, não faz parte da sua saga de detetives Dublin Murder Squad, mas sim conta a história de um jovem charmoso e sortudo, Toby, cuja vida é radicalmente alterada depois que seu apartamento é invadido e ele leva uma surra dos invasores que o deixa com graves sequelas. Afim de se recuperar e também ajudar um ente querido, ele decide passar um tempo em Ivy House.

Você pode achar que a trama vai se desenrolar para descobrir quem invadiu o apartamento de Toby e por que, mas a vida do rapaz se complica ainda mais quando um crânio humano é encontrado na Ivy House, a casa onde Toby esta se recuperando e onde ele e seus primos passavam os verões na época da sua adolescência.

The Witch Elm, de Tana French

O livro tem 526 páginas e elas estão recheadas. Quando eu estava apenas a 1/4 do livro tive a impressão de conhecer Toby melhor do que algumas pessoas reais na minha vida. E sendo ele uma destas pessoas privilegiadas que nunca teve um reverse na vida até a fatídica invasão do seu apartamento, foi difícil simpatizar com tudo de horrível que estava acontecendo com ele.

Continue reading

Melhores livros de 2015

Chegamos ao final do ano e com isso as listas de “Melhores Livros de 2015” começam a aparecer nos jornais e revistas. Quando falamos de livros, não existe um consenso em decidir quais são realmente os melhores: algumas listas são apenas dos mais vendidos, o que significa que estes livros não são necessariamente os melhores; outras são compiladas por uma única pessoa que invariavelmente vai colocar seu gosto pessoal nas escolhas e outras tantas por votação do público, como é o caso da lista do GoodReads, que muitas vezes coincide com a lista dos mais vendidos.

Por estes motivos é difícil concordar com todas as escolhas, e muitas vezes até nos perguntamos como alguns livros conseguem chegar a lista de best-sellers. Mesmo assim eu gosto de checar listas para conhecer novos autores.

Este ano me arrisquei lendo alguns autores desconhecidos e em alguns casos foi uma gostosa surpresa. Acredito que é muito importante manter a cabeça aberta e arriscar-se com novos escritores, diferentes tópicos e variar a leitura entre livros de ficção e não-ficção.

Abaixo estão algumas listas já publicadas por sites com as escolhas de melhores de 2015. Vou manter a lista atualizada para incluir as novas seleções assim que elas sejam publicadas.

Melhores livros de 2015 NPR

http://apps.npr.org/best-books-2015/

10 melhores livros de 2015, segundo os leitores do The Guardian

10 melhores livros de 2015, segundo os editores do The New York Times Book Review

20 livros mais vendidos de 2015, segundo o site Amazon.com

O Incolor Tsukuru Tazaki e Seus Anos de Peregrinação, Haruki Murakami

No seu novo livro, O Incolor Tsukuru Tazaki e Seus Anos de Peregrinação, Haruki Murakami conta a história de Tsukuru Tazaki, um homem solitário vivendo em Tóquio que teve uma experiência perturbadora no passado envolvendo seus quatro amigos que colégio (um grupo que era inseparável), e o que acontece quando ele finalmente se dispõe a entender o ocorrido, encorajado pelo mulher com quem ele esta saindo, e vai atrás de cada um destes amigos para esclarecer o que tinha causado a ruptura 16 anos antes.

O Incolor Tsukuru Tazaki e Seus Anos de Peregrinação

Continue reading

Clímax, de Chuck Palahniuk

Chegou ao Brasil o novo livro de Chuck Palahniuk (o mesmo autor de Clube da Luta), Clímax. A trama envolve a interiorana Penny Harrigan, uma jovem advogada que trabalha num importante escritório de advocacia de Manhattan e cuja vida amorosa anda um tanto parada, e C. Linus Maxwell, um bilionário famoso por seus casos com mulheres lindas, e claro, o que acontece quando ele conhece a mocinha e a chama para jantar. Um pequeno detalhe é que C. Linus Maxwell (olha só o nome o personagem!) deseja fabricar os melhores brinquedos sexuais para mulheres…

Clímax, de Chuck Palahniuk

Continue reading

Scroll to top