Como eu escrevo: Clive Barker
Compartilhe:

Como eu escrevo: Clive Barker

Compartilhe:

Clive Barker é um escritor, cineasta, roteirista e dramaturgo inglês. Barker ficou conhecido nos anos 80 por sua série de contos, os Livros de Sangue, que o consagrou como escritor de horror. Sua ficção já foi adaptada em filmes, sendo os mais conhecidos a série Hellraiser e Candyman.

Como eu escrevo: Clive Barker

Nove de seus dezoito livros já foram publicados no Brasil.

Weaveworld (A Trama da Maldade), o livro que ele cita abaixo, é um romance de fantasia sobre um mundo mágico que está escondido em um tapete, tanto para protegê-lo de humanos curiosos quanto de inimigos sobrenaturais hostis.

Em relação ao personagem, meu sentimento é o seguinte: faça com que o leitor aceite algo, uma esquisitice, e depois o resto deve seguir realisticamente. Eu tento não mentir sobre psicologia. Eu não acho que sou brega na minha escrita, eu não acho que sou excessivamente sentimental. Eu tento ser emocionalmente honesto numa estrutura sinuosa.

Então, em Weaveworld, a coisa que é estranha é o fato de que existe um mundo de magia escondido no tapete. Uma vez que eu estabeleci este mundo mágico, a resposta humana a ele por parte dos personagens deve ser emocionalmente verdadeira. Depois disso, tenho que ser o mais honesto possível sobre os processos que levam esses personagens a esse lugar, que os envolvem nessa história. Porque, como escritor de ficção, a última coisa que você quer ser é um mentiroso.

Clive Barker, Março de 1991

Para mais informações sobre este escritor, visite The Official Clive Barker Website.

Para comprar livros deste autor, visite Amazon ou Livraria Cultura.

Compartilhe:

Deixe sua opinião