Lady in the Lake, de Laura Lippman

Lady in the Lake, de Laura Lippman

Eu já deveria ter desconfiado do que ia encontrar quando li o plot do livro Lady in the Lake (A mulher no Lago), da autora americana Laura Lippman: Madeline “Maddie” Schwartz é uma dona de casa e mãe em Baltimore dos anos 60, que em certo momento decidi dar um fim ao casamento de 20 anos e seguir seu próprio caminho. Ela ajuda a polícia local a encontrar o corpo de uma garota assassinada, a afro-americana Cleo Sherwood. A partir deste ponto Maddie decide fazer sua própria investigação para descobrir o que aconteceu com Cleo, investigação esta que vai levá-la a cruzar caminho com vários personagens. E então, mais um crime acontece, e Maddie vai se envolver neste também.

Lady in the Lake

O livro de desenrola a partir do ponto de vista de vários personagens, muitos, na verdade, o que particularmente não me agradou nadinha. E pior do que ter vários personagens, é que a “voz” de cada um deles é a mesma. Hm.

Outro problema foi que com o passar da leitura fui criando antipatia com a protagonista, Maddie: no início eu até me interessei, uma mulher que decide mudar sua vida, largar o marido, o filho, a segurança do lar, ainda mais nos anos 60, imagina. Mas com os passar dos capítulos ela foi se revelando, e eu vi que não tinha nada para simpatizar. Ela é egoísta, rasa, maçante e sem graça, mas de alguma maneira irresistível aos homens? Hm.

Lady in the Lake foi o primeiro livro que li de Laura Lippman, e alguma coisa na maneira que ela escreve não me agradou. O texto não parecia livre, fluido e natural. Estranho, não no bom sentido.

Enfim. Não recomendo, a não ser que já conheça a autora e goste do seu estilo. Na minha opinião existem outros livros de mistério/noir que valem mais a pena do que este.

Para mais informações sobre Laura Lippman, visite seu site oficial.
Para comprar seus livros, visite Estante Virtual.

Patricia
escrito por
Patricia