Philip K. Dick (1928 – 1982)

Philip K. Dick nasceu em 16 de dezembro 1928. Sua irmã gêmea faleceu algumas semanas após o nascimento prematuro de ambos, um fato que afetou a vida de Dick e que o levou a usar o tema do “gêmeo fantasma” em seus livros.

Philip K. Dick

Continue reading

Clarice Lispector (1920 – 1977)

Clarice Lispector nasceu em 10 de Dezembro de 1920, e faleceu em 9 de Dezembro de 1977.

Nascida de uma família russo-judaica que se viu obrigada a emigrar em decorrência da perseguição aos judeus, Clarice chegou ao Brasil em 1922 com seus pais e duas irmãs.

Clarice Lispector

Maceió foi onde sua família viveu assim que chegaram ao Brasil e onde enfrentaram dificuldades econômicas e culturais, mas logo em seguida mudarem-se para Recife, onde seu pai buscava melhores oportunidades.

Continue reading

Walcyr Carrasco (1951- )

Walcyr Carrasco nasceu em Bernardino de Campos, no estado de São Paulo, no dia 1 de Dezembro de 1951.

Walcyr Carrasco

Escritor, roteirista e dramaturgo, Carrasco também é autor de livros infantis, como Vida de droga, O Menino Narigudo e Anjo de 4 Patas (um livro que conta a vida de um cachorro trapalhão chamado Uno), entre outros.

Continue reading

Rachel de Queiroz (1910-2003)

Rachel de Queiroz nasceu em Fortaleza, no dia 17 de novembro de 1910 e foi uma importante escritora brasileira.

Rachel de Queiroz

Estreou na imprensa no jornal O Ceará, escrevendo crônicas e poemas sob o pseudônimo de Rita de Queluz. Aos vinte anos (1930), ficou nacionalmente conhecida ao publicar O Quinze, romance que mostra a luta do povo nordestino contra a seca e a miséria.

Continue reading

José Saramago (1922-2010)

José Saramago nasceu no dia 16 de novembro de 1922, na vila Azinhaga, Portugal, de uma família de agricultores. Devido a dificuldades econômicas, não pode entrar na universidade e acabou por se formar em uma escola técnica, mas desde muito jovem demonstrou interesse pelos estudos, pela cultura e por livros, e sua curiosidade sobre o mundo o acompanhou durante toda sua vida.

José Saramago

Sua escrita é conhecida por utilizar um estilo similar ao oral, onde a vivacidade da comunicação é mais importante do que a ortografia correta; a utilização de frases compridas e pontuação de maneira não convencional; os diálogos das personagens são inseridos nos parágrafos, de forma que não existem travessões nos seus livros. Este estilo favorece a sensação de fluxo de consciência, a ponto do leitor chegar a confundir-se se um certo diálogo foi real ou apenas um pensamento.

Continue reading

Scroll to top