10 dicas para escritores de J.K. Rowling

Como autora de uma das séries de livros mais conhecida no mundo e com mais do 400 milhões de cópias vendidas, podemos concordar que J.K. Rowling sabe bem do que esta falando quanto o assunto é escrever.

10 dicas para escritores de J.K. Rowling

Apesar de ter brincado com o reporter que lhe perguntou sobre as regras que escritores devem seguir, ela citou uma frase de W. Somerset Maugham “Só existem 3 regras que devem ser seguidas para escrever um livro. Infelizmente, ninguém sabe quais são.” Mesmo assim, J.K. Rowling tem dicas valiosas em suas entrevistas e no seu Twitter oficial que podem ser de grande valia para aqueles que desejam se aventurar no universo da escrita.

1. Seja implacável ao proteger seus dias dedicados a escrita. (…) O engraçado é que embora escrever tenha sido meu trabalho por vários anos, ainda tenho que lutar para ter tempo para fazê-lo. Algumas pessoas parecem não entender que eu tenho que sentar em paz e escrever os livros, aparentemente acreditando que eles surgem do nada.

Continue reading

Como escrever um livro: Intro ao Enredo

Uma das coisas que pode complicar a cabeça do escritor iniciante (e muitas vezes do experiente também) é como organizar sua história em um enredo que faça sentido. O que acontecia comigo era ter muitas idéias e a medida que meu protagonista ia tomando forma eu via dezenas de caminhos para ele, e como é impossível ter um protagonista detetive, que é também um excelente chefe e pai de 4 filhos que pinta obras primas e luta contra um terrível vilão e seu vício em anfetaminas (do contrário como ele conseguiria fazer tudo isso?) parecer crível e engajar meu público, aprender mais sobre enredo me ajudou a colocar os pés no chão e conter a história que eu queria contar.

Como escrever um livro: Enredo

O livro que me ajudou foi os 20 Master Plots (20 Enredos Chefe, tradução livre, 1ª edição 1993) de Ronald B. Tobias. Neste livro ele explica os 20 enredos que servem como fundação para milhares de obras literárias, cinematográficas e teatrais. Uns dizem que o número de enredos não pode ser contado, já Rudyard Kipling disse que existem 69. Carlos Gozzi disse que eram 36 e Aristóteles disse que só existem 2 enredos: os enredos de ação e os enredos mentais.

A cada capítulo Tobias analisa um dos 20 enredos e como foi usado em obras famosas, dando dicas de como usar o mesmo esqueleto de forma a melhorar a nossa obra. Infelizmente não achei o livro em português, mas para quem sabe inglês eu recomendo a compra. Abaixo eu resumi os pontos que mais me ajudaram na minha jornada como escritora.

Segundo Tobias, todo bom enredo tem 8 denominadores comuns.

1. A tensão deve ser o combustível

Um protagonista que deseja algo e consegue não é interessante. Ele precisa de obstáculos e explicações do motivo destes obstáculos.

2. A tensão é criada através da oposição

Existe diferença entre tensão curta e tensão prolongada. Tensão curta é um rapaz que pede uma garota em casamento e ela diz não. Tensão prolongada é um rapaz que tem um vicio em drogas e a garota não quer casar com ele por causa disso, então ele precisa lutar com seus problemas (por exemplo, por que ele usa drogas? o que o levou a isso?) e se livrar do vício para conseguir ficar com a garota.
Continue reading

10 dicas para escritores, de Zadie Smith

Zadie Smith é um novelista britânica cujo livro de estréia Dentes Brancos (2000) virou sucesso imediato, entrando para a lista de best-sellers e ganhando vários prêmios. O livro foi inclusive adaptado para a TV em 2002, exibido no Channel 4 britânico.

10 dicas para escritores, de Zadie Smith

Em entrevistas, Smith chegou a declarar que o sucesso do seu 1º livro lhe causou um “bloqueio de escritor”, uma terrível condição que atinge escritores, deixando-os com dificuldade de escrever e/ou conceber idéias novas que possam colocar no papel.

Na lista abaixo, Zadie Smith nos oferece 10 dicas para escritores, e de como podemos seguir nesta não tão simples tarefa que é escrever.

1. Quando ainda criança, certifique-se de ler muitos livros. Gaste mais tempo fazendo isso do que qualquer outra coisa.

2. Quando já for adulto, tente ler seu próprio trabalho como se fosse um estranho, ou melhor, como um inimigo faria.

Continue reading

8 princípios básicos da escrita criativa, por Kurt Vonnegut

Kurt Vonnegut foi um escritor americano (1922-2007) responsável por romances memoráveis ​​como o Matadouro 5, Came de Gato e o Café Da Manhã Dos Campeões, entre outros.

8 princípios básicos da escrita criativa, por Kurt Vonnegut

Entre seus temas mais comuns estão a crítica sobre a sociedade que vivemos; a riqueza, a pobreza e sua distribuição desigual; as escolhas e a vontade própria, assim como a impossibilidade de ambas, e o medo da perda do propósito de vida. A pergunta que todos nós fazemos em vários momentos da nossa vida também esta frequente em suas obras “qual a razão da vida?“.

Com sabedoria e humor, Vonnegut apresentou 8 princípios básicos da escrita criativa que ele chamou de Escrita Criativa 101:

1. Use o tempo de um estranho de tal maneira que ele não sinta que seu tempo foi desperdiçado.

2. Dê ao leitor pelo menos um personagem pelo qual ele possa torcer.

Continue reading

Melhores livros de 2015

Chegamos ao final do ano e com isso as listas de “Melhores Livros de 2015” começam a aparecer nos jornais e revistas. Quando falamos de livros, não existe um consenso em decidir quais são realmente os melhores: algumas listas são apenas dos mais vendidos, o que significa que estes livros não são necessariamente os melhores; outras são compiladas por uma única pessoa que invariavelmente vai colocar seu gosto pessoal nas escolhas e outras tantas por votação do público, como é o caso da lista do GoodReads, que muitas vezes coincide com a lista dos mais vendidos.

Por estes motivos é difícil concordar com todas as escolhas, e muitas vezes até nos perguntamos como alguns livros conseguem chegar a lista de best-sellers. Mesmo assim eu gosto de checar listas para conhecer novos autores.

Este ano me arrisquei lendo alguns autores desconhecidos e em alguns casos foi uma gostosa surpresa. Acredito que é muito importante manter a cabeça aberta e arriscar-se com novos escritores, diferentes tópicos e variar a leitura entre livros de ficção e não-ficção.

Abaixo estão algumas listas já publicadas por sites com as escolhas de melhores de 2015. Vou manter a lista atualizada para incluir as novas seleções assim que elas sejam publicadas.

Melhores livros de 2015 NPR

http://apps.npr.org/best-books-2015/

10 melhores livros de 2015, segundo os leitores do The Guardian

10 melhores livros de 2015, segundo os editores do The New York Times Book Review

20 livros mais vendidos de 2015, segundo o site Amazon.com

Scroll to top