Numero Zero, de Umberto Eco (resenha)

O que dizer sobre Numero Zero, de Umberto Eco? Bom, eu gosto muito do autor, então minha opinião não é totalmente sem paixão, mas mesmo assim, vamos lá…

A trama se passa em Milão, 1990, quando o jornalista Colonna é contratado para trabalhar num jornal que nunca vai ser publicado. Logo de cara lhe dizem que a idéia é que certas pessoas tenham medo do que o jornal possa a vir publicar quando for lançado, então para todos os efeitos é preciso que pareça um jornal real, com notícias, staff e tudo mais. Mas a intenção é manipular.

Numero Zero, de Umberto Eco

Outras pessoas são contratadas (é preciso parecer legitimo, lembre-se) e entre eles esta Braggadocio, um tipo daqueles que sempre esta falando em conspirações mirabolantes, que envolvem desde segredos militares, e até o Vaticano. Tudo parece pura maluquice, até que um assassinato acontece e talvez as tais teorias não sejam assim tão malucas…

Continue reading

Vida Dupla, de S.J. Watson (resenha)

O que dizer sobre o livro Vida Dupla, do autor inglês S.J. Watson, que também publicou o best-seller Antes de Dormir, que fez sucesso e até virou filme com a Nicole Kidman.

Foi por recomendação do NPR que selecionei este livro para ser o primeiro que leio deste autor, mas confesso que foi uma decisão equivocada. Vida Dupla é um destes livros que a gente se pergunta a cada página se deve parar e colocar na ala da estante destinada a NT (não terminei). Eu detesto parar livros no meio, e também o anterior foi um best-seller e virou até filme, logo esse deveria melhorar a qualquer momento e me surpreender, não? Não.

Vida Dupla, de S.J. Watson

Vida Dupla é um thriller psicológico sobre uma mulher com uma identidade secreta. Quando Julia descobre que sua irmã foi violentamente assassinada, ela decide descobrir o motivo. Mas a busca evolui para uma exploração do seus desejos sensuais. Ao envolver-se com um estranho num site de relacionamentos, ela sente que está perdendo controle e essa busca por respostas pode comprometer seu casamento, sua família e sua vida.

O livro até promete se a premissa de explorar desejos E busca por assassino de irmã não soe bizarro para você, mas vamos por partes. O livro é leeeeento e cansativo. O autor se repete desnecessariamente, no desejo talvez de fazer a gente simpatizar com a personagem principal, Julia, mas que no meu caso teve o efeito oposto. Eu a detestei.
Continue reading

Outsider, de Stephen King (resenha)

Outsider, de Stephen King foi mais um livro onde consegui a proeza de ler mais de 500 paginas em apenas 4 dias. Goste ou não, este é um daqueles livros onde é quase impossível parar de ler.

Outsider, de Stephen King

A trama de Outsider gira em torno de um crime terrível: um garoto é brutalmente assassinado e tudo indica que o criminoso é ninguém menos do que o treinador da liga infantil de beisebol da cidade, Terry Maitland, um sujeito querido por todos e acima de qualquer suspeita.

O detetive responsável pelo caso, Ralph Anderson, tem testemunhos incontestáveis e DNA que comprovam que o treinador, Couch T., como é chamado por muitos, é realmente o culpado, porém ele tem um alibi igualmente forte: estava em outra cidade em uma conferência com um grupo de professores da escola onde leciona.

Continue reading

Minha Irmã, a Assassina em Série, de Oyinkan Braithwaite

Minha Irmã, a Assassina em Série (tradução livre de My Sister, the Serial Killer), foi uma grata surpresa neste final de ano.

Ayoola é uma linda jovem, viciada em mídia social e com seu próprio negócio no Instagram, a favorita da família, e ela tem uma irmã mais velha, Korede, que é seu oposto, além de sempre parecer um tanto amarga.

Minha Irmã, a Assassina em Série, de Oyinkan Braithwaite

Tudo isso soaria bem familiar se Ayoola também não fosse uma assassina em série que mata seus namorados e Korede, a irmã mais velha, que esta sempre a ajudando a encobrir os crimes. A trama se passa em Lagos, Nigéria, e começa quando Korede esta ajudando Ayoola a se safar de seu 3º crime.

Continue reading

The Witch Elm, de Tana French

The Witch Elm, o mais recente livro da autora irlandesa Tana French, não faz parte da sua saga de detetives Dublin Murder Squad, mas sim conta a história de um jovem charmoso e sortudo, Toby, cuja vida é radicalmente alterada depois que seu apartamento é invadido e ele leva uma surra dos invasores que o deixa com graves sequelas. Afim de se recuperar e também ajudar um ente querido, ele decide passar um tempo em Ivy House.

Você pode achar que a trama vai se desenrolar para descobrir quem invadiu o apartamento de Toby e por que, mas a vida do rapaz se complica ainda mais quando um crânio humano é encontrado na Ivy House, a casa onde Toby esta se recuperando e onde ele e seus primos passavam os verões na época da sua adolescência.

The Witch Elm, de Tana French

O livro tem 526 páginas e elas estão recheadas. Quando eu estava apenas a 1/4 do livro tive a impressão de conhecer Toby melhor do que algumas pessoas reais na minha vida. E sendo ele uma destas pessoas privilegiadas que nunca teve um reverse na vida até a fatídica invasão do seu apartamento, foi difícil simpatizar com tudo de horrível que estava acontecendo com ele.

Continue reading

Scroll to top